Transportadoras /

redex-009.jpg

Segundo o Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), em 2020, foram abertas mais de 620 mil empresas no País, com atuação em diversos setores: vestuário, eletrônico, alimentício, higiene e beleza, autopeças, saúde, e-commerces, entre outros.

Para viabilizar a comercialização e a distribuição de mercadorias pertencentes a esses negócios, a Redex Alliance, acaba de chegar ao mercado para disponibilizar sua estrutura de logística completa com armazenagem de mercadorias, transporte e entregas rápidas até o cliente final, com o apoio de 32 centros distribuição espalhados no território nacional.

Na opinião de Jost Rodrigues, Gerente Nacional de Operações, faltava um modelo logístico que pudesse reunir empresas de entregas rápidas nas diferentes cidades do País. “A Redex Alliance surgiu com essa missão empresas do segmento de entregas rápidas em uma mesma plataforma, gerar demandas de entregas, além de habilitá-las a oferecer serviços de armazenagem e entregas rápidas para pequenas e médias empresas de vários segmentos da economia, principalmente com foco no e-commerce.

Pequenas e médias empresas (microempreendedores)

 Jost Rodrigues explica que esse modelo é competitivo e ágil para lojas populares, pequenos varejistas e profissionais autônomos que necessitam disponibilizar seus produtos em sua região de atuação e até mesmo para outros estados e países, além da possibilidade de armazenamento das mercadorias nas bases localizadas nos grandes centros de consumo. “

“Caso um empreendedor não tenha local para armazenagem, estocagem e entrega rápida e comercialize suas mercadorias em grandes marketplaces, acabamos de desenhar esse novo modelo de negócio que pode ser adquirido através de um de nossos planos para lojistas plataforma Redex pelo link”, e o mais importante, em uma única integração, o microempreendedor terá acesso armazenamento , manuseio e entregas dos seus produtos através das empresas de entregas rápidas filiadas à Redex Alliance.  Segundo ele, esse modelo de logística possibilita até 30% de redução de custos para o mercado.

“Hoje, podemos afirmar que somos a única empresa capaz de operar uma rede independente de parceiros logísticos com atuação local, e que, ao filiar-se à Redex Alliance passam a ter atuação nacional, entregando serviços padronizados nas diferentes regiões do País e capaz de suportar grandes volumes de entregas, habilitando-se, através da filiação, a um modelo de negócio que permite um crescimento escalonado.”, destaca ele.

Até o momento, a Redex Alliance tem capacidade para realizar cerca de 6 milhões de entregas mensais, através de seus parceiros filiados, com expertise em entregas rápidas e localizados em todas as capitais e cidades estratégicas do País. A Redex também oferece logística internacional, pois, possui hubs com a capacidade de armazenagem em Miami (EUA), Londres (Inglaterra) e Hong-kong e Changai (China) para empreendedores brasileiros que vendem seus produtos além da fronteira, ou seja, negócios cross border.

A Redex Alliance foi fundada em setembro de 2021 com base nas experiências Almir Erhardt, Jost Gomes e Juan Puppo, especialistas com mais de 30 anos de atuação nos setores de logística, transporte e tecnologia. Ao longo de suas carreiras, conquistaram ampla expertise na distribuição de remessas expressas, assim como documentos e diversos tipos de cargas fracionadas para todo o Brasil e no exterior. Com a pandemia da COVID-19, principalmente o transporte aéreo foi totalmente paralisado. Para expandir os negócios “domésticos”, os três criaram a Redex Alliance para oferecer aos empreendedores brasileiros, estrutura de logística unificada, completa para todo país e também no exterior.


14f-1200x675.jpeg
O apelo por iniciativas mais sustentáveis em toda a cadeia do e-commerce ganhou força em função de uma maior conscientização por parte das pessoas sobre os impactos da pandemia no mundo. O fechamento forçado das lojas físicas e a maior migração para o varejo virtual fez com que consumidores reavaliassem seus hábitos de consumo e os impactos ambientais de suas compras, por isso houve um crescimento do mercado de segunda mão, maior atenção em relação à reciclabilidade dos produtos e aumento da demanda por entregas ambientalmente sustentáveis.
 
Nesta direção, a Jadlog, uma das maiores empresas de transportes de cargas fracionadas do País e a transportadora privada mais utilizada pelo e-commerce, está intensificando o desenvolvimento de iniciativas para reduzir suas emissões nos transportes das encomendas, especialmente em capitais e regiões metropolitanas, com a utilização de veículos que emitem menos C02, como caminhões elétricos e bicombustíveis (movidos a Gás Natural Veicular e diesel), além de utilitários movidos a GNV.
 
“Trata-se de um movimento global da rede DPDgroup no mundo, que também engloba as operações no Brasil, para implementar mais soluções que tragam cada vez menos impactos ambientais nas entregas das encomendas, especialmente nos grandes centros”, explica Bruno Tortorello, CEO da Jadlog, que é controlada da DPD, a líder em entregas expressas da Europa.
 
Atualmente, são quatro caminhões movidos a bicombustíveis na frota, que estão colaborando para a redução das emissões da Jadlog. Apenas um destes veículos, por exemplo, que está operando no roteiro de São Paulo para Brasília, permite à Jadlog deixar de consumir 120 litros de diesel por viagem de ida e de volta, e de emitir 2.760 kg de CO2 na atmosfera, já que cada litro de diesel poupado corresponde a 23 kg a menos de CO2 no ar.
 
A Jadlog também está com um projeto piloto de veículos 100% elétricos, iniciado com a utilização de um caminhão, que está em teste em rotas mais curtas, na faixa dos 200 km de distância, devido à autonomia da bateria. A expectativa é que haja redução de pelo menos 2.000 kg de CO2 na atmosfera por mês por caminhão. Outros caminhões elétricos serão inseridos na frota até o final de 2021.
 
Em relação aos veículos leves, a Jadlog opera com mais de 70 utilitários movidos a GNV em coletas e entregas em grandes centros. Estas iniciativas de compensação já evitaram a emissão de toneladas de CO2 na atmosfera e devem ser ampliadas, com a inclusão de pelo menos 30 novos veículos leves ecologicamente corretos na frota. Crédito da imagem: Divulgação

logistics-3125131_960_720.webp

Tradicionalmente reconhecida pelas soluções desenvolvidas para o setor de Transportes, só este ano a Seguros SURA já segurou mais de R﹩ 500 bilhões em mercadorias, tanto em território nacional como internacional, proporcionando uma jornada mais tranquila para quem está no dia a dia nas estradas.

“Somos uma empresa que tem a confiança do mercado. Seja qual for a posição na cadeia logística, independentemente da dimensão, volume ou risco da carga transportada, temos uma solução para apoiar as necessidades para os diferentes tipos de atividade e modais de transportes”, explica Amilcar Spencer, Diretor de Transportes e Competitividade Logística da SURA.

De acordo com Spencer, o portfólio completo de soluções logísticas e a atuação com foco em competitividade e agilidade para transportadores, embarcadores e demais players, “resulta no reconhecimento da companhia no mercado ao capacitar e atender as necessidades exclusivas de cada tipo de negócio”.

As soluções de seguros de transportes da SURA garantem coberturas aos bens e mercadorias durante o transporte em viagens nacionais e internacionais. A expectativa da companhia é atingir a marca de 100 milhões de viagens seguradas, nos mais diversos modos de transporte, até o final deste ano. Crédito da imagem: Pixabay


Ativalogistica.jpg

A Ativa Logística,um dos maiores integradores logísticos de saúde e beleza com 18 unidades espalhadas pelo País, acaba de ser reconhecida pelo Prêmio Sindusfarma de Qualidade 2021 nas categorias Armazenagem e Distribuição de Medicamentos e em Transporte de Medicamentos.

A empresa foi classificada por 13 anos consecutivos (2009-2021) pela indústria farmacêutica como uma das melhores companhias para o transporte, armazenagem e distribuição de medicamentos.

Com mais de 1 mil clientes com atuação nos setores farma, hospitalar, beleza e saúde, o presidente Clóvis A. Gil, lembra que esse reconhecimento concedido à Ativa Logística é resultado do plano de expansão para o mercado. Segundo ele, nos últimos 10 anos, a Ativa Logística investiu a média anual de 10% de seu faturamento bruto para a criação e ampliação de unidades, climatização de armazéns conforme regras da ANVISA, capacitação de mão de obra, sistemas integrados, automação de processos de distribuição, aplicação de novas tecnologias para frotas, rastreamento de cargas, entre outros. Somente em 2020, foram investidos mais de R$ 40 milhões.

Clóvis explica que a companhia atua com a “logística integrada”, serviços de armazenagem e transporte próprios com capilaridade nacional. “A nossa experiência com serviços completos de transporte próprio (aéreo e rodoviário) e armazenagem de produtos para a saúde, alinhados à tecnologia é o nosso grande diferencial”, finaliza ele.

O Prêmio Sindusfarma de Qualidade é concedido pelo Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma) em 23 categorias. O processo de seleção foi feito com a participação das indústrias que elegeram os fornecedores que mais contribuíram para elevar os padrões de qualidade no setor. Crédito da imagem: Ativa Logistica.


production-4408573_960_720.webp

Desde o início de 2021 até agora, a CargOn, logtech que atua como operador logístico digital no gerenciamento do transporte de indústrias e transportadoras, já realizou o transporte de R$ 121 milhões em cargas, num total de mais de 34 mil toneladas de cargas, especialmente de aço, cimento, fertilizantes e sementes, em sua maioria saindo do Rio de Janeiro rumo a São Paulo, totalizando 487 mil quilômetros rodados, sem nenhum sinistro registrado no período.

“A ausência de sinistro se deve ao fato de que, através de uma torre de controle completa  e em tempo real do transporte, adquirimos informações de segurança, como é o caso dos controles de velocidade, com dados obtidos por meio do aplicativo. Além disso, o motorista tem informações de sua jornada de trabalho, avisando, por exemplo, por quanto tempo já está dirigindo, para programar seu descanso”, explica Denny Mews, CEO da CargOn. “Fazemos o monitoramento em tempo real da carga transportada e, embora ela tenha prazo para ser entregue, nada é mais importante que a segurança dos motoristas, que precisam estar bem física e mentalmente”, completa o executivo.

Em 20 meses de operação, a CargOn já recebeu dois investimentos-anjo e uma Corporate Capital, somando R$ 5 milhões, que contribuíram para a aceleração do negócio e para o poder de escala, chegando grande ao mercado, mesmo num cenário de crise devido a pandemia.

Com os aportes já recebidos, a startup investiu em melhorias, especialmente, nas áreas de tecnologia e marketing, ampliação da ferramenta de fidelidade, o FICA (Fidelidade CargOn), reforço na equipe por meio de novas contratações e a expansão dos escritórios para cidades estratégicas como em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ); Betim (MG); Concórdia, na região oeste catarinense; e Itupeva, no interior de São Paulo. A CargOn também foi pioneira ao oferecer, em parceria com a BB Seguros, o primeiro seguro de vida para caminhoneiros no Brasil.

“Seguimos uma curva de crescimento de 45% ao mês, com expectativa de ultrapassarmos os R$ 8 milhões de faturamento este ano e chegar à marca de 500 mil cargas transportadas e 100 mil downloads do nosso app. Estamos trabalhando muito e confiantes de que em 2022 vamos superar os R$ 70 milhões em faturamento”, finaliza Denny, que também é especialista em transporte rodoviário. Crédito da imagem: Pixabay

 


Caminhoes-refrigerados-para-transporte-de-vacinas-Leandro-Franca-Divulgacao-002.png

É inegável a efetividade das vacinas para o combate a epidemias e doenças sazonais, como a gripe. Neste caso, a formulação precisa ser refeita anualmente, já que os subtipos do vírus se modificam. Para isso, os vírus são colocados em ovos e, posteriormente, o material passa por um processo de purificação para formar o imunizante a ser aplicado na população. Porém, o transporte dos ovos da produtora avícola até o laboratório requer cuidados específicos que, se não observados, podem ocasionar a perda do material.

A vacina trivalente, que combate três cepas da gripe do vírus A – H1N1 e H3N2 – e uma do vírus tipo B, precisa de um ovo embrionado de apenas 11 dias. A contagem começa a partir do momento em que ele entra na máquina de encubação para aplicação do vírus e o tempo de transporte também é contabilizado. O embrião precisa ser mantido vivo, com boa oxigenação e sem estresse.

Lauro Toledo, executivo de Contas da Thermo King, explica sobre os cuidados específicos que este produto requer. “Três equipamentos SB da Thermo King foram encomendados por um de nossos clientes; para atendê-los, fizemos uma modificação nos parâmetros para 38°C e na válvula automática, o que evita oscilações e vibrações que poderiam causar estresse. Depois da aplicação, fizemos a validação, pois tudo tinha que estar de acordo com os parâmetros da empresa. Também tivemos que levar em conta a durabilidade e a eficiência da máquina durante todo o tempo”, detalhou Lauro.

Feito o transporte com a segurança necessária, os laboratórios começam a manufatura do produto pautados pelas regras estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). As amostras dos vírus são injetadas em ovos de galinha que possuem um embrião vivo em desenvolvimento. Os ovos são incubados para o Influenza se multiplicar. Então, o líquido que envolve o embrião dentro do ovo vira a matéria-prima para a vacina. Após extrai-lo, os cientistas realizam a fragmentação do vírus da gripe e o inativam. Dessa forma, é impossível que ele provoque a doença.

A vacina contra a Covid-19 desenvolvida no Brasil, a Butanvac, também utiliza o método de inativação do vírus em embrião vivo no ovo. O imunizante nacional utiliza o vírus inativado da doença de Newcastle como vetor para transportar para o corpo do paciente a proteína S, componente do Sars-CoV-2. A proteína é responsável pela ligação entre o vírus e as células humanas, e ao ser colocada sozinha no corpo promove a resposta imune.

Na pandemia – O transporte de vacinas foi assunto recorrente quando o Brasil chegou na etapa da distribuição nacional dos imunizantes. Em alguns casos, era preciso que a temperatura durante o transporte fosse de – 70°C. Com as soluções da Thermo King isso tem sido possível. “Nossa maior contribuição em um momento tão desafiador como este, é poder preservar a qualidade das vacinas ao longo de todo o processo de distribuição com nossas soluções de controle restrito de temperatura, os serviços 24 x 7 de nossa rede de assistência e a conectividade de frota oferecida em todo território nacional.”, explica Dario Ferreira. Com isso, vacinas e fármacos têm sido transportados de maneira segura, preservando os ativos essenciais para sua eficácia.

Com atuação no Brasil desde 1974, a Thermo King® é pioneira no desenvolvimento de soluções no controle de temperatura para transportes, incluindo unidades de refrigeração para logística de perecíveis e equipamentos de ar-condicionado para ônibus. Conta com uma ampla rede autorizada com abrangência em todo o território nacional, para assegurar o melhor atendimento aos clientes desde a concretização dos negócios até sua continuidade no pós-venda. Sediada em Barueri, região metropolitana de São Paulo, a empresa faz parte do grupo Trane Technologies. Crédito da imagem: Divulgação.


freepik_credito.jpg

Segundo a Confederação Nacional do Transporte (CNT) de 2020, o modal rodoviário é responsável por 65% do transporte de cargas no Brasil que totaliza em torno de 2,3 milhões de veículos. Neste cenário, 90% são pequenos negócios que enfrentam processos burocráticos na contratação do seguro para o transporte de mercadorias e por isso, necessitam de soluções práticas para a logística.

Cenário atual

Segundo pesquisa contratada pela insurtech Transporte Seguro, primeira insurtech do Brasil voltada para o mercado de transporte de cargas, com questionário aplicado a 400 transportadoras (pequeno porte) localizadas em diversas regiões do País, cerca de 22,3% contratariam um seguro de cargas de forma 100% online. Além disso, 16% alegaram dificuldades com muita burocracia no processo de contratação de seguros para o transporte de cargas.  Hoje, no mercado tradicional de transporte de cargas, além de preencher um questionário com mais de 50 itens sobre especificidades do seu transporte, o prazo para receber a cotação é até 7 dias e até 15 dias para a  emissão do certificado de cobertura da carga, prazos que causam diversos transtornos para a operação logística.

Inovação no seguro de transporte de cargas

Segundo Manoel Resende, CEO da Transporte Seguro, a partir deste cenário, para desburocratizar a contratação de seguros de transporte de cargas, em parceria com a Argo Seguros, a insurtech  desenvolveu um modelo inédito no País para a contratação de seguros de transporte, voltado para as pequenas transportadoras, com até 150 embarques mensais.

 Após responder 10 itens simples e fáceis sobre Quantidade de embarques por mês; Valor médio por embarque; principais mercadorias por embarque; Seguro novo ou não; CNPJ, Roubo ou desaparecimento; sinistro indenizado nos últimos 36 meses e Contatos pessoais (nome, email e telefone); a insurtech Transporte Seguro, apresenta a cotação em tempo real com emissão do certificado em até 24 horas.

 Após responder esses detalhes na plataforma da Transporte Seguro, é possível acessar em tempo real a cotação do seguro para o transporte das cargas e obter contratação do seguro e a emissão imediata do certificado de cobertura do RCTR-C e do RCF-DC. Depois de 24 horas, já pode utilizar a sua apólice de transporte para realizar suas entregas. Esse foi o jeito inovador da Transporte Seguros para desburocratizar processos para cotação de seguros de transporte”, garante Manoel Resende.

A plataforma faz a integração com a Argo Seguros e a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). Produzida pela Fitinsur, a plataforma é integrada com importantes gerenciadoras de risco do País e sistema de averbações automáticas e é hospedada nos servidores da AMAZON. Mais informações acesse a plataforma Transporte Seguro e faça a cotação do seu seguro em tempo real ou entre em contato pelo email contato@transporteseguro.com.br.

O seguro de transportes é obrigatório por lei e “protege” contra acidentes e roubos de carga no Brasil. As transportadoras são obrigadas por lei desde 1967 a contratar o Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga (RCTR-C).

 

 

SOBRE A TRANSPORTE SEGUROS 

A Transporte Seguros, primeira insurtech do Brasil voltada para o mercado de transporte de cargas, nasceu com a missão de eliminar processos burocráticos e permitir a contratação do seguro diretamente em sua plataforma. Permite que a operação de transporte ocorra no dia seguinte com as devidas coberturas de seguros contra acidentes e roubos. Pertence ao Grupo PVA Corretora de Seguros fundado em 1995 que reúne profissionais que ingressaram no mercado segurador há 40 anos, com conhecimentos nas operações de seguro e com passagens em grandes seguradoras do mercado. Crédito da imagem: Freepik

 


Flademir.jpg

 A AT&M, líder no processo de averbação eletrônica para seguros de transporte de cargas, acaba de lançar uma funcionalidade específica para o transporte rodoviário em relação a viagens internacionais. A empresa é responsável pela média mensal de 80 milhões de documentos transacionados para seguradoras, corretoras, transportadoras e embarcadores que totalizam 31 mil clientes em todo o país. 

O Certificado de Apólice Única de Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário em Viagem Internacional (RCTRC-VI) já pode ser emitido para que o transporte rodoviário de cargas seja realizado para fins de exportação e importação na região do Mercosul, em fronteiras de países como Argentina, Chile, Brasil, Surinami, Guiana e Venezuela.  

O diferencial dessa nova função é a possibilidade de vínculo a um processo de averbação válido para determinada carga, com todas as informações reais no ato da viagem, em relação a valores, destino, quantidade, origem, números de apólice e da averbação, entre outros.  

Segundo Flademir Lausino de Almeida, CEO da AT&M, as seguradoras poderão ter acesso também a um relatório completo para gestão e acompanhamento em tempo real sobre quais segurados que já incorporaram essa função no dia a dia de suas demandas para viagens internacionais, ao mesmo tempo terão mais segurança e exatidão das informações pertinentes ao transporte. “Essa funcionalidade representa mais uma vez a missão da AT&M que visa ser o principal elo da averbação eletrônica de cargas entre seguradoras, corretoras, transportadoras e embarcadores”. 

 O RCTRC-VI também terá um QR code que ao ser escaneado apresentará as informações completas de cada carga destinada a países da América do Sul. Poderá ser emitido somente se o processo de averbação da carga for realizado no ato da viagem.  

O QUE É AVERBAÇÃO ELETRÔNICA? 

 A averbação de cargas é um procedimento obrigatório! As empresas ao contratarem o seguro da carga devem informar eletronicamente à seguradora as particularidades do frete e da mercadoria transportada.  

A atividade é estabelecida pela resolução 247 da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), que obriga a contratação de responsabilidade civil (RCTR-C) e a averbação de cada embarque antes do início da viagem. Caso ocorra um sinistro e existam documentos não averbados (ou averbados após a viagem), a seguradora tem o direito de recusar a indenização. 

Além disso, a ANTT torna obrigatório informar o número de averbação dos Conhecimentos de Transportes (CT-es) ou Nota Fiscal Eletrônica para a emissão do Manifesto Eletrônico de cargas 3.0, ou seja, não é possível emitir o MDF-e sem a averbação dos documentos que estão relacionados nele, conforme resolução CNSP 361 publicada em junho de 2018, passou a ser obrigatório o envio do MDF-e para a companhia de seguro antes do início da viagem. 

Com sede em Indaiatuba (SP) e escritório comercial na capital Paulista, a AT&M tem quase 30 anos e é pioneira na criação da averbação eletrônica para o transporte de cargas. Hoje detêm 95% do mercado de averbação para seguro de transporte de cargas.  

Hoje atende mais de 800 corretores, 95% das seguradoras e possui uma rede com mais de 400 Sistemas de emissão (TMS) integrados e 30 mil pontos de sistemas instalados para embarcadores e transportadoras.  

Disponibiliza ao mercado, mais de 10 soluções tecnológicas para transportadores e embarcadores — de ponta a ponta, desde processos 100% automatizados até manuais. Possui equipe altamente qualificada e dedicada, com suporte técnico 24 horas, todos os dias da semana. Além disso, conta com uma equipe de outsourcing trabalhando in company em alguns de seus clientes.   

  


cargas.webp

De acordo com uma pesquisa da CNT – Confederação Nacional do Transporte, sobre o impacto da Covid no transporte , 43,4% das empresas de transporte já solicitaram crédito em 2021, por causa da pandemia. Destas, quase metade teve o acesso negado pelas instituições financeiras.

A FreteBras , maior plataforma online de transporte de cargas da América do Sul, acaba de superar a marca de R$ 10 milhões em capital de giro disponibilizado para transportadoras, por meio de seu serviço de antecipação de recebíveis. Lançada em maio deste ano, a solução tem como objetivo ajudar empresas a fortalecerem seus negócios e o transporte rodoviário de cargas. A previsão é que, até o final de 2021, a logtech conceda cerca de 300 milhões de reais.

“Os embarcadores costumam fazer os pagamentos em longo prazo, até 90 dias. Com isso, muitas transportadoras não têm dinheiro em caixa para realizar o adiantamento de 70% ao caminhoneiro contratado. O serviço de antecipação de recebíveis ajuda a equilibrar as contas, com uma taxa de juros a partir de 1,09% ao mês. É uma solução vantajosa e eficiente para o mercado”, explica Kauê Santos, Head de Soluções Financeiras da FreteBras.

Segundo Santos, o cenário teve papel importante para a grande adesão das transportadoras ao serviço de antecipação de recebíveis da FreteBras. “Começamos a oferecer essa solução em maio e tivemos uma aceitação enorme em muito pouco tempo em virtude da necessidade do mercado. Por termos uma base de dados qualificada com o histórico das transportadoras e seus volumes de fretes, somos capazes de disponibilizar taxas competitivas e acesso a linhas de crédito para empresas que possuem muita dificuldade de acessar esse serviço pelas vias tradicionais. Esse acesso pode ser vital”, revela.

Fortalecendo o transporte rodoviário de cargas na prática

Baseada em Assis, no interior de São Paulo, a transportadora Sol da Terra conseguiu realizar 300 fretes, em 45 dias, com o suporte da antecipação de recebíveis da FreteBras. A oportunidade surgiu por conta de uma licitação da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), sendo preciso utilizar o capital de giro para rodar a operação.

“Estamos conseguindo contratar mais motoristas e os nossos indicadores também aumentaram. O Capital de Giro veio para nos ajudar muito, com uma taxa de juros bem competitiva no mercado. Ajuda nos períodos que precisamos de um fluxo de caixa maior ou também para abrir novas praças. Nos últimos três meses registramos um crescimento em torno de 25%”, define Rafael Garcia, Sócio Diretor da Sol da Terra.

Para utilizar a antecipação de recebíveis da FreteBras, a transportadora precisa passar por uma pré-aprovação, assim como ser assinante dos serviços da plataforma. Entre os critérios para validação são considerados o volume de fretes publicados na plataforma, a análise de crédito com bureaus públicos e privados, o histórico de relacionamento com a logtech, existência ou não de denúncias, entre outras questões técnicas.

Essa análise gera um credit score proprietário e autoral, baseado na relação que a FreteBras possui com mais de 14 mil transportadoras cadastradas na plataforma. Quando aprovado, o crédito é realizado em até 24 horas na conta digital oferecida pela logtech. Os prazos de pagamento podem ser de até 120 dias, sendo que, em média, são realizados em 40 dias. Atualmente, já existem mais de 4 mil transportadoras pré-aprovadas. Até novembro deste ano, a empresa deve lançar uma linha de crédito para antecipação de saldos para caminhoneiros. Credito da imagem: Pixabay





Atendemos em todo o Brasil

Atendimento de 2º a 6º das 8:30h às 17:30h. Somente não atendemos em feriados nacionais.
Rua Ernesto de Paula Santos, 187 Sala 806
Edifício Empresarial Excelsior
CEP: 51021-330 Boa Viagem, Recife - PE


Copyight 2020. Todos os direitos reservados

O uso do site Transporte Seguro (MRR & PVA Corretora de Seguros) CNPJ: 35.271.182/0001-10 é sujeito às regras descritas no termo de uso e na política de privacidade. A MRR & PVA Corretora de Seguros atua em estrita observância à legislação securitária. Registro SUSEP n.º 202009765.